Início » Notícias » Mangá » Fãs chineses de Death Note driblam a censura no país

Fãs chineses de Death Note driblam a censura no país

No início de junho deste ano 30 mangás e animes foram banidos da China pelo governo do país, incluindo Death Note.

No entanto, os fãs chineses do mangá de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata continuam encontrando meios para acessar a obra, especialmente através de redes sociais como o Weibo, espécie de Twitter chinês, onde  Death Note é um dos trending topics mais populares.

Death-Note-Weibo-Censura-China-2
Postagens com a hashtag #DeathNote foram lidas mais de 100 milhões de vezes no Weibo, com centenas de milhares de pessoas discutindo sobre os episódios do anime e capítulos do mangá. Muitos usuários compartilham links para leitura online ilegal do mangá e dão dicas de como ludibriar os censores.

Jonathan Clements, autor do livro Anime: A History comentou sobre o assunto:

As autoridades chinesas estão acostumadas com um certo nível de permeabilidade em seus vários banimentos e diretivas. A questão com boa parte da censura chinesa não é banir 100% o material. O objetivo é dificultar tanto quanto o possível a vida das pessoas que realmente querer ter acesso. Um banimento como este tem o objetivo de restringir o acesso casual.

De acordo com Clements, Death Note provavelmente foi visado pela censura chinesa devido a temas como crime e ocultismo.

Fonte: BBC

Veja Também

Death Note: Black Edition 2

Nas bancas: Death Note Black Edition 2

Death Note Black Edition II: Reverso